Google+ Followers

sexta-feira, 3 de julho de 2009

Continho

Era uma vez um menino triste, magro e barrigudinho. Na soalheira danada de meio-dia, ele estava sentado na poeira do caminho, imaginando bobagem, quando passou um vigário a cavalo.
— Você, aí, menino, para onde vai essa estrada?
— Ela não vai não: nós é que vamos nela.
— Engraçadinho duma figa! Como você se chama?
— Eu não me chamo, não, os outros é que me chamam de Zé.
MENDES CAMPOS, Paulo, Para gostar de ler Crônicas. São Paulo: Ática, 1996, v.
1. p. 76.
1) Podemos dizer que o texto possui gênero:
( ) poético ( )instrucional

( )humorístico ( )dicionário

2) Há traço de humor no trecho:
( ) “Era uma vez um menino triste, magro”.
( ) “ele estava sentado na poeira do caminho”.
( ) “quando passou um vigário”.
( ) “Ela não vai não: nós é que vamos nela”.

3)O que quer dizer a expressão ”Na soalheira danada de meio-dia,...”
_____________________________________________________________

4)Reescreva a frase passando as palavras em destaque para o aumentativo:
“Era uma vez um menino triste, magro e barrigudinho”
_____________________________________________________________
_____________________________________________________________.

Nenhum comentário:

Postar um comentário